Desde que foi anunciada a realização de megaeventos no Brasil e, especialmente no Rio de Janeiro, o número de remoções forçadas e despejos aumentou consideravelmente. Com a desculpa de revitalização de alguns locais, abertura de vias, construções diversas e “melhorias” em comunidades, milhares de famílias foram e estão sendo removidas em nome da Copa do Mundo e das Olimpíadas,  esta sendo realizada apenas no Rio de Janeiro.

Para entender um pouco melhor a política de remoções dos últimos governos do Rio de Janeiro e os processos das ocupações urbanas, separamos alguns vídeos, entre documentários, curtas, reportagens e entrevistas. São depoimentos e declarações que ajudam a entender como estão sendo feitas estas remoções e como o discurso dos governantes são utilizados para enganar as pessoas que resistem em sair de suas moradias. A maioria dessas pessoas são despejadas sem receber nada em compensação. Algumas recebem um auxílio que não dá para comprar, nem alugar nada e a outras pouquíssimas são oferecidas moradias em localidades distantes, sendo impossível para as famílias morarem.

Isto sem falar nos processos de militarização de diversas favelas com a instalação de Unidades de Polícia Pacificadora (UPP), que trazem aos moradores e moradoras de favela um instrumento de controle e opressão que nada deixa a desejar aos tempos da Ditadura Militar.

Os vídeos destacados nesta postagem fazem referências às remoções de comunidades e favelas, bem como de ocupações urbanas do Rio de Janeiro, porém estando longe de esgotar todos os despejos que ocorreram nos últimos anos e que ainda estão ocorrendo.

Documentários

Atrás da Porta – documentário sobre o processo de ocupação de casas e prédios abandonados, de Vladimir Seixas.

Domínio Público – Documentário lançado recentemente. “Entre 2011 e 2014, o documentário investigou as transformações no Rio de Janeiro por conta dos megaeventos: UPPs nas favelas, remoções forçadas, privatizações de espaços públicos e revoltas populares.” Realização de Paêbirú Realizações Cultivadas.

Programas de TV

Histótias do Esporte (ESPN) – Em duas edições deste programa, a ESPN Brasil fez uma ótima denúncia dos processos de remoções forçadas que estão acontecendo no Rio de Janeiro, devido à Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos de 2016.

ALERJ Debate – Programa da TV ALERJ sobre remoções de comunidades no Horto, com participação de uma moradora e da Presidente da Associação de Moradores, em duas partes.

Programa Remoções Urbanas – programa que conta com entrevistas e depoimentos de especialistas da área de direitos humanos, juristas e moradores e moradoras de áreas ameaçadas de despejo, como da Vila Autódromo.

Remoção de Favelas e Comunidades

Vila Autódromo – entrevista com morador da Vila Autódromo, localizada na região da Lagoa de Jacarepaguá e ao lado do Autódromo, onde será construído o Parque Olímpico. A Vila Autódromo ainda resiste!

Vila Harmonia – comunidade removida entre o final de 2010 e início de 2011 para construção da Transoeste.

Vila Taboinha – comunidade localizada em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Despejada entre final de 2010 e início de 2011.

Favela da Restinga – comunidade localizada na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Despejada entre final de 2010 e início de 2011.

Favela do Sambódromo – comunidade localizada perto da do Sambódromo e removida em 2011 para revitalização do local da Marques de Sapucaí.

Favela Metrô-Mangueira – comunidade localizada próximo ao Estádio Maracanã e vem sofrendo remoções parciais desde 2010. Este ano mais diversas casas foram postas abaixo. A desculpa para as remoções variam: desde a contrução de um parque até estacionamento.

Favela da TELERJ – após ocupação de mais de mil famílias de um prédio localizado na Zona Norte e pertencente à empresa Oi, onde funcionava a TELERJ, e que estava abandonado há anos, todas as famílias foram removidas violentamente. Muitos moradores e moradoras resistiram montando acampamento em frente à Prefeitura e aguardan uma posição do Governo até hoje.

Morro da Providência – primeira favela do Brasil, está localizada na área portuária. Centenas de famílias já foram removidas e outras centenas estão ameaçadas em nome do projeto do Porto Maravilha, programa de revitalização da área portuária. Além das famílias moradoras do Morro, ocupações urbanas também foram despejadas por causa deste projeto, como a Quilombo das Guerreiras.

Ocupações Urbanas

Guerreiros Urbanos – vídeo sobre a ocupação desalojada em 2010.

Guerreiros do 510 – Vídeo sobre a contrução de uma biblioteca na Ocupação Guerreiros do 510, localizada na Lapa e despejada em 2010.

Ocupação Manoel Congo – ocupação vitoriosa que existe há 6 anos e conseguiu o direito de permanecer no local e projeto de reforma.